Ouça a Smooth FM em qualquer lado.
Faça o download da App.
23 setembro 2023
14:22
Agência Lusa

Miguel Oliveira em 12.º na corrida sprint da Índia em MotoGP

LUSA/NUNO VEIGA
Piloto português tem amanhã corrida principal.

O piloto português Miguel Oliveira (Aprilia) foi hoje 12.º classificado na corrida sprint do Grande Prémio da Índia de MotoGP, prova em estreia no calendário mundial, em Nova Deli.

O piloto da Aprilia, que partiu da 18.ª posição, terminou as 11 voltas ao traçado de Buddh a 15,096 segundos do vencedor, o espanhol Jorge Martin (Ducati), que deixou o campeão Francesco Bagnaia (Ducati) em segundo, a 1,389 segundos, com o espanhol Marc Márquez (Honda) em terceiro, a 2,405.

Martin, que largou da segunda posição, tornou-se o primeiro piloto a vencer duas corridas sprint consecutivas, depois de ter triunfado há duas semanas, em San Marino, onde ganhou também a corrida principal.

Miguel Oliveira foi o nono mais rápido na Q1, a primeira fase da qualificação, mas beneficiou da ausência do espanhol Alex Márquez (Ducati) da corrida, devido a lesão contraída ainda na qualificação, para ganhar uma posição na grelha.

O mais novo dos irmãos Márquez caiu no final da sessão e fraturou três costelas, falhando a prova deste fim de semana. Também vai estar ausente da próxima corrida, no Japão.

A sprint de hoje começou com uma hora e meia de atraso relativamente ao inicialmente previsto, devido à chuva que se abateu sobre o circuito de Buddh, perto de Nova Deli, que levantou preocupações sobre a segurança do traçado aos pilotos.

A organização do Mundial proporcionou uma sessão extraordinária de treinos livres, de 15 minutos, para os pilotos se habituarem ao piso molhado, mas a corrida esteve mesmo em causa, devido à proximidade dos muros de betão do asfalto em alguns locais da pista.

No entanto, o piso começou a secar e levou a novo adiamento, para preparar a corrida em piso seco.

O arranque ficou marcado pela queda de Luca Marini (Ducati), Marco Bezzechi (Ducati), Pol Espargaró (GasGas), Stefan Bradl (Honda) e Augusto Fernandez (GasGas).

Miguel Oliveira saltou para 11.º, mas foi forçado a ceder uma posição por ultrapassagem com bandeiras amarelas, acabando por perder mais dois lugares, para Bezzecchi e Fábio DiGiannantonio (Ducati). Logo a seguir, subiu a 13.º, com a queda de Joan Mir (Honda), na quarta volta. Acabaria em 12.º.

Já Martin, imprimiu forte ritmo desde o início, cavando uma vantagem segura para a concorrência, com Bagnaia sempre em segundo.

Marc Márquez garantiu o regresso ao pódio depois de já ter sido terceiro classificado na corrida sprint de abertura do campeonato, em Portugal.

Com estes resultados, Bagnaia mantém a liderança do campeonato, com 292 pontos, mais 33 do que Martin, que é segundo.

Marco Bezzecchi, que largara da ‘pole position’, ainda recuperou da queda inicial para o quinto posto final, sendo o terceiro do campeonato.

O GP da Índia é a 13.ª prova da temporada das 20 previstas.

Domingo disputa-se a corrida principal.

Mais Notícias