Ouça a Smooth FM em qualquer lado.
Faça o download da App.
11 maio 2024
21:00
Redação

Eurovisão: delegação de Portugal testemunha episódios de "perseguição" por parte de Israel e pediu reunião de emergência

Eurovisão: delegação de Portugal testemunha episódios de "perseguição" por parte de Israel e pediu reunião de emergência
iolanda atua na Eurovisão 2024, em Malmo, na Suécia Martin Meissner/Associated Press
A notícia foi avançada pela RTP.

A delegação de Portugal que está em Malmö, Suécia, onde está a decorrer a final da Eurovisão, diz ter testemunhado episódios de assédio e perseguição por parte de membros da delegação israelita a elementos das delegações da Grécia, Suíça, Irlanda e Países Baixos.

Por esse motivo e de acordo com a estação pública portuguesa, Portugal terá sido um dos países a pedir uma reunião de emergência à União Europeia de Radiofusão, que organiza a competição.


De acordo com a agência Lusa, a organização da Eurovisão reuniu-se de emergência também esta tarde devido às reações desencadeadas pela desclassificação do representante dos Países Baixos no concurso. A final da competição começou às 20h00. 

Sabemos também que Bambie Thug, representante da Irlanda na Eurovisão 2024 e voz ativa de apoio à causa palestiniana, não participou no ensaio de hoje para a final devido a "uma situação" que levou a pedir uma reunião urgente com a União Europeia de Radiodifusão. Na conta de Instagram, Thug pediu desculpas aos fãs por ter falhado o ensaio mas assegurou que vai marcar presença na final.

De acordo com a Lusa, Irlanda não foi a única ausência no desfile, já que os representantes da Grécia e da Suíça, Marina Satti e Nemo, também não subiram ao palco naquele momento do ensaio.

O representante dos Países Baixos, Joost Klein, foi desclassificado devido a um "incidente" com uma pessoa da produção do concurso, incidente esse que, de acordo com a Ebu, está a ser investigado pela polícia sueca.

"Temos uma política de tolerância zero relativamente a comportamentos inadequados no nosso evento [?]. À luz disto, o comportamento de Joost Klein para com um membro da equipa é considerado uma violação das regras", explicou a organização em comunicado.

 

 


 

Mais Notícias