Ouça a Smooth FM em qualquer lado.
Faça o download da App.
15 maio 2024
15:14
Agência Lusa

Luís Montenegro condena atentado contra o PM da Eslováquia

Luís Montenegro condena atentado contra o PM da Eslováquia
Robert Fico Associated Press
Primeiro-ministro português classificou o ataque de "inaceitável e bárbaro".

O primeiro-ministro, Luís Montenegro, condenou hoje o "ato inaceitável e bárbaro de violência política" contra o seu homólogo eslovaco, Robert Fico, ferido num tiroteio, e desejou o seu "total restabelecimento".

"Em nome de Portugal e em meu nome, expresso toda a solidariedade ao meu colega Robert Fico, primeiro-ministro da Eslováquia, desejando o seu total restabelecimento. Condenamos com toda a veemência este ato inaceitável e bárbaro de violência política", lê-se numa mensagem divulgada na conta oficial de Luís Montenegro na rede social X (antigo Twitter).

O primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, ficou ferido num tiroteio em Handlova, a cerca de 150 quilómetros da capital, e foi levado para o hospital, segundo a imprensa local.

A estação de televisão TA3 informou que um suspeito foi detido, enquanto a agência noticiosa eslovaca TASR avançou que o vice-presidente do Parlamento, Lubos Blaha, confirmou o incidente.

Blaha falava numa sessão do Parlamento, cujo funcionamento está suspenso até ordem em contrário.

O tiroteio teve lugar em frente à Casa da Cultura local, onde o primeiro-ministro se encontrava com os seus apoiantes. A polícia isolou o local.

Um repórter do jornal diário Dennik N daily ouviu tiros e depois viu os socorristas a transportar o primeiro-ministro para um carro.