Ouça a Smooth FM em qualquer lado.
Faça o download da App.
11 junho 2024
22:53
Agência Lusa

Félix fez o primeiro e Ronaldo bisou. Portugal bate Irlanda no último teste antes do Euro2024

Félix fez o primeiro e Ronaldo bisou. Portugal bate Irlanda no último teste antes do Euro2024
Portugal vence Irlanda por 3-0 na preparação para o Euro2024José Coelho/Lusa
Veja os golos.

Portugal despediu-se hoje em beleza da fase de preparação para o Europeu de futebol de 2024, ao bater a República da Irlanda por 3-0, em Aveiro, num embate marcado pelo regresso a 'bisar' do 'capitão' Cristiano Ronaldo.

Depois de ter falhado os embates com Finlândia (4-2) e Croácia (1-2), o jogador de 39 anos mostrou que continua ligado aos golos, tendo acrescentado mais dois à conta pessoal, os 129 e 130 pela principal seleção lusa, ao jogo 207.

Antes do 'bis' do recordista Ronaldo, Portugal adiantou-se com um golo de João Félix (oitavo na seleção 'AA', em 39 jogos), num jogo em que a Irlanda, ainda que esforçada, mostrou o porquê de não comparecer em qualquer fase final desde 2016.

A formação das 'quinas' vai, ainda assim, com boas sensações para a fase final do Euro2004, no qual se estreia dentro de uma semana, frente à República Checa, em Leipzig.

Portugal entrou com seis alterações em relação ao desaire por 2-1 com a Croácia, no sábado, com destaque para o regresso do 'capitão' Cristiano Ronaldo, mais Pepe, António Silva, João Cancelo, João Neves e Rafael Leão, e do sistema de três centrais.

A formação lusa entrou com Diogo Costa na baliza, os centrais António Silva, Pepe e Gonçalo Inácio, os laterais Diogo Dalot e João Cancelo, os médios João Neves e Bruno Fernandes e um ataque com João Félix nas costas de Ronaldo e Rafael Leão.

Depois de uns primeiros minutos a 'estudar' o adversário, e a sua pressão alta, Portugal teve o seu primeiro momento ofensivo aos oito, num contra-ataque conduzido por Cancelo, e voltou a criar perigo aos 11, por João Félix, e aos 13, por Bruno Fernandes.

A primeira grande ocasião chegou aos 18 minutos, com o guarda-redes Kelleher a defender um remate de João Félix, após jogada entre Ronaldo e Dalot, mas a ceder canto, que acabou em golo do jogador do FC Barcelona, de pé esquerdo, após canto curto de Cancelo para Bruno Fernandes.

Por cima também no resultado, a formação lusa poderia ter ampliado a vantagem aos 22 minutos, num livre direto de Ronaldo que pareceu desviar em Idah antes de esbarrar no poste esquerdo.

Os irlandeses assustaram em dois maus atrasos lusos, primeiro de Gonçalo Inácio, aos 23 minutos, e depois de João Cancelo, aos 35, e ainda num remate perigoso de Idah à entrada da pequena área, aos 36.

Na parte final da primeira parte, Portugal voltou a estar perto do segundo golo, mas Rafael Leão falhou o alvo, aos 41 minutos, Gonçalo Inácio cabeceou ao lado, aos 45+2, e Cristiano Ronaldo atirou à figura de Kelleher, aos 45+3.

Para a segunda parte, Martínez fez cinco alterações, trocando Pepe, Dalot, Cancelo, Rafael Leão e Félix por Danilo, Nélson Semedo, Rúben Neves, Nuno Mendes e Diogo Jota, e, aos 50 minutos, Portugal chegou ao segundo golo, num 'tiraço' de Ronaldo, ao ângulo superior direito, sobre a direita da grande área.

O jogo como que 'acalmou', mas, aos 60 minutos, a seleção lusa voltou a marcar, com Diogo Jota a ganhar a bola na esquerda e a servir, no 'coração' da área, Cristiano Ronaldo, que 'bisou' com um colocado remate de pé esquerdo.

O suplente Thomas Cannon teve uma ímpar ocasião para reduzir para os irlandeses na segunda parte, aos 62 minutos, mas foi Portugal que esteve mais perto do quarto, por Bruno Fernandes, aos 72 e 76, Danilo, aos 73, e Ronaldo, aos 74.

Aos 77 minutos, Martínez ainda lançou Matheus Nunes, por João Neves, mas, até final, e apesar dos pedidos do público que encheu o Municipal de Aveiro para "só mais um", o jogo não teve mais qualquer ocasião perigosa junto às balizas.